menu

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

A microtendência do 1%

A ideia de que existem algumas grandes tendências que conseguem determinar como o funcionamento do mundo está sendo norteado vive uma real descrença. Não existe mais uma grande quantidade de forças capaz de propor ou sentenciar os nossos destinos. Antagonicamente, o Mundo está sendo divido por uma imensa e incontrolável formação de opiniões que, são acumuladas em diversas ferramentas e, principalmente, naquelas de cunho tecnológico que mostram ideias, opiniões, sínteses, e ainda reforçam, quando necessário, os agrupamentos em prol de um ou de vários motivos. Um efeito da microtendência, ou seja vulgarmente conhecido como; A microtendência do 1%.
1
Aquele que, no passado não era ouvido e menos ainda, requisitado, atualmente possui uma parcela significativa de ouvintes virtuais para apoiá-lo, ajuda-lo e refutá-lo, assim sendo, o acesso está livre sem quaisquer impeditivos para que o alcance de suas ideias seja efetivo. Certamente, é fácil de conjecturar que existe um diferencial atuante no cenário contemporâneo.
Essas pequenas forças que unificam de forma massiva aquele que antes era ignorado, está moldando o funcionamento do Mundo, e se essa parcela atingir 1% da população, isso nos mostra que o pequeno se tornou expressivamente grande e toma as rédeas da opinião.
O Mundo sem fronteiras, globalizado e miscigenado está com uma população acima de 7 bilhões de indivíduos que, não precisam seguir rebanhos para serem ouvidos. Na verdade, quando determinada tendência atinge um 1% de um montante de sete bilhões, ou ainda, de um país com 207 milhões, um novo movimento pode ser criado e, com o início de uma impensada complexidade, em virtude desse 1%, juntamente com a necessidade de um resultado, a inclinação pode pesar para este 1 por cento.
No Brasil temos o grito das minorias fazendo a diferença e mudando algumas perspectivas, antes inegociáveis.  Portanto, é considerável aceitar a microtendência como um grupo de identidade com intensidade que está crescendo, e que tem desejos e anseios não-atendidos pela maioria, ou seja, a velha democracia. Assim sendo, o poder da opinião das microtendências mostra uma resiliência a cada nova luta e, com uma progressão honesta vinda de poucos e conseguindo mudar a visão de muitos.
Eis o papel já inaugurado e, notavelmente, enxergado desses gigantes e tendenciosos 1%.